Como criar vídeos relevantes usando o Winnin Insights

Você já se deparou com uma ideia genial de vídeo, mas ficou na dúvida se o público realmente iria gostar de assistir? Já se perguntou por que existem tantos vídeos bons com baixo engajamento?

Imagine receber um briefing na agência com uma segmentação que parece servir para vários clientes? O que parece adiantar bem o job, pode acabar atrapalhando depois. Por quê?

Mesmo que o recorte demográfico de uma marca seja idêntico ao outro, cada audiência se comporta de uma maneira diferente.

Sendo assim, como criar vídeos relevantes para cada audiência? É o que você vai aprender neste artigo.

Como criar vídeos? Entenda o método

Se você quer entender como criar vídeos que conversem com a sua audiência, é importante seguir um método. Dessa forma, você garante que o seu discurso esteja alinhado com a marca e, claro, com o próprio público.

Passo 1: análise de cultura

O primeiro passo é entender a cultura em que seu público está inserido. Isso é importante porque alguns temas podem ser interessantes, mas para determinados públicos não haverá engajamento.

Sendo assim, essa análise visa entender onde sua audiência está dedicando seu tempo de tela. Alguns dados mostram que o presente e o futuro do conteúdo online são os vídeos:

  • 80% dos brasileiros assistem a conteúdos em vídeo em 2020; em 2021, esse número foi para 86%. Fonte: Inside Video da Kantar IBOPE Media
  • 87% dos consumidores afirmam fazerem compras após assistir a um vídeo do YouTube. Fonte: YouTube Vibes

Combinando estes dados, conseguimos concluir outras cinco coisas:

  • Os brasileiros estão passando mais tempo assistindo aos vídeos;
  • Precisamos fazer com que eles continuem assistindo mais vídeos;
  • As marcas estão investindo pesadamente em anúncios em vídeo;
  • As pessoas estão cada vez mais intolerantes a anúncios e publi que não têm conexão com elas;
  • Para conseguir reter a atenção deles, é preciso entretê-los e parar de interrompê-los;

Mas como parar de interrompê-los?

A análise de cultura vai ajudar você a entender como alguns universos se conversam. Por exemplo, a Coca-Cola fala sobre felicidade, estar com a família etc. Quais são outros assuntos que estão relacionados?

Além disso, é necessário entender se esses outros assuntos têm relação com o público. Por fim, será mais fácil entender as oportunidades de conteúdo a serem criadas dentro destes universos.

Como analisar a cultura no Winnin Insights?

Para esta análise, vamos usar a marca Coca-Cola. Supondo que ela queira entender o que existe de relevante no tópico “comida” e aumentar o consumo da bebida. Para isso, vamos escolher uma audiência específica: jovens de todos os gêneros, entre 18-24 anos, do Brasil.

Agora, vamos explorar o universo de comidas e restaurantes.

Podemos perceber que a relevância do assunto está em uma crescente muito bacana e o engajamento também é muito bom. Sendo assim, podemos seguir investigando o que há de relevante para a marca neste contexto.

Passo 2: análise do universo da marca

O segundo passo é analisar o discurso da marca. Para isso, o posicionamento de marca será o seu direcionamento.

Se a marca se posiciona falando de sertanejo, por exemplo, ela não pode abraçar todos os estilos musicais. As pessoas percebem quando o conteúdo não tem nada a ver com o que se prega.

Se você tem um posicionamento claro, ficará mais fácil entender como criar vídeos relevantes para a audiência.

Ainda usando o exemplo de Coca-Cola, podemos entender que compartilhar felicidade também combina com comida. Mas falar apenas de comida é muito genérico.

Então, quais assuntos no tópico “comida” fazem sentido? O que se tornou trend nos últimos tempos?

Como analisar o universo da marca no Winnin Insights?

Por conta do posicionamento da Coca-Cola, também existe a liberdade para falar de comidas. Entre os conteúdos que mais se destacaram sobre isso, estão:

Para a minha surpresa, os jovens de 18-24 anos também curtem receitinhas.

Inclusive, receitas é o subtópico mais engajado depois de sobremesas. Então, vamos utilizá-lo em nossa análise.

Passo 3: análise de plataforma e formatos

Neste último passo, você já entendeu como criar vídeos relevantes. Mas o sucesso dele também depende da plataforma.

Para isso, você deve se perguntar:

  • Qual formato de vídeo funciona melhor?
  • Onde existe a maior oportunidade de engajamento?
  • Como falar de assuntos específicos em cada plataforma?

Como analisar plataformas e formatos no Winnin Insights?

O Winnin Insights entrega essa análise de forma muito rápida, então nem precisa de análises mais complexas. O assunto “comida” performa muito bem no YouTube. Conteúdos entre 9 e 18 minutos, postados na quinta-feira é o ideal.

No entanto, para o seu conteúdo performar bem, é preciso se atentar às boas práticas de SEO para YouTube.

Passo 4: análise de influenciador

Não adianta contratar o Neymar se o assunto de interesse da sua marca é sobre comida. Embora o craque consiga alto engajamento em tudo o que faz, é preciso duvidar se ele realmente vai levar o público à ação.

Por isso, é importante analisar os influenciadores e criadores de conteúdos para a marca em três níveis:

  1. Quais são os assuntos que ele/ela fala?
  2. Esses assuntos têm aderência com a sua audiência?
  3. Existe um bom engajamento em suas publicações?

Se você olhar, pelo menos, para estes três pontos, vai evitar fazer investimentos em influenciadores que não são relevantes em determinados assuntos, além de criadores que fazem publis que ninguém acredita.

Caso você não trabalhe com influenciadores e criadores de conteúdo, é importante analisar quem são as pessoas com quem você disputa a atenção.

Analisando dentro do Winnin Insights, as pessoas que criam conteúdos para essa categoria são:

Depois, vamos analisar os formatos que mais funcionam para esse tipo de assunto:

Por fim, é só assistir alguns vídeos dos principais criadores e entender a linguagem, elementos da tela, edição, interação com o público, entre outros fatores.

Sau Sampaio tem se destacado pelo seu crescimento entre março e abril. Além disso, ele tem uma linguagem bem jovem e cria receitas inusitadas. Por exemplo, um omelete gigante de ovos de codorna e um forno que só usa a luz do sol.

Bom, já temos bastante informações para a criação do nosso vídeo. Que tal me ajudar a escolher algumas ideias?

  • Sau Sampaio é desafiado a criar uma receita diferente com Coca-Cola
  • A Coca-Cola desafia o público a enviar vídeos com suas receitas usando o refrigerante
  • Um dos criadores de conteúdo vai fazer um vlog sobre visitas a alguns restaurantes e definir junto ao público qual é o prato que mais combina com Coca-Cola.

Em qual deles você vota?

Já sabe como criar vídeos relevantes? Agora use o Winnin Insights

Se você não sabia como criar vídeos relevantes para a sua audiência, com este artigo você conseguiu ter uma boa ideia.

Imagine passar algumas horas tendo ideias incríveis, mas que não tem nada a ver com a sua audiência? Ou ainda, investir tantas horas e dinheiro em um conteúdo que ninguém nem vai encontrar?

Nem preciso dizer porque você já sabe. Com o Winnin Insights você tem direcionamento criativo muito mais inteligente e inteligente. Além disso, consegue ir do briefing a execução de forma rápida.

Quer parar de bater a cabeça com ideias que não funcionam? Solicite uma demonstração grátis do Winnin Insights e comece a criar vídeos relevantes para a sua audiência.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.