15 influenciadores negros para você conhecer

Uma polêmica: quantos influenciadores negros você segue?

No mês da Consciência Negra sempre surge uma enxurrada de conteúdos, palestras, entrevistas e tantos outros formatos de mídia. Todos sobre a ótica anti-racista e de conscientização. Ok, mas pessoas negras/pretas sabem falar apenas sobre racismo?

Para essa pergunta nem seria necessária uma resposta. Afinal, pessoas negras estão cada vez mais ganhando espaço, inclusive como astronautas da Nasa. Então, que tal conhecer um pouco mais desses artistas, maquiadores, comediantes, empresários que atuam como influenciadores?

Ter boas referências vai fazer com que a sua agência desenvolva projetos muito mais conectados entre as marcas e o público.

Boa leitura!

Uma breve reflexão sobre o Dia da Consciência Negra

Aqui vai mais uma provocação: você sabe de onde vem as opiniões que chegam até você? Ter cada vez mais influenciadores negros ocupando espaços de destaque, gera identificação nas pessoas e uma influência positiva em suas vidas.

Todo mundo sabe que Nathália Arcuri é a precursora das influenciadoras de finanças e abriu portas para que muitas outras pessoas falassem a respeito de maneira democrática. Mesmo assim, ela ainda não conversa com o público de baixa renda ou periféricos. E é aí que entra a Nath Finanças.

Nath Finanças é uma influenciadora negra que ensina pessoas de baixa renda ou periféricos a pagarem suas contas em dia e a economizar. Os assuntos estão muito mais conectados com o público do que falar sobre dividendos e investimentos no exterior. Percebe a diferença?

A diversidade na conversa torna os conteúdos mais democráticos e acessíveis para todas as pessoas. Além disso, nos faz enxergar as coisas sob novas perspectivas. Sem contar, que nos faz perceber vieses inconscientes que temos enraizados em nossa mente.

Conheça, agora, 15 influenciadores negros para se inspirar, aprender e descobrir conteúdos que vão muito além da luta contra o racismo.

15 influenciadores negros para você conhecer

1. Herdeira da Beleza

Tássio Santos é jornalista de beleza e maquiador profissional. Embora tenha sido apelidado de “o menino das maquiagens”, ele aceita de bom grado a alcunha.

O que começou com uma página para compartilhar suas dicas de maquiagem com seus seguidores, acabou se tornando um espaço de reflexão muito importante sobre o tom de pele negra.

Como ele mesmo diz: “

A busca pela valorização da estética negra é um complemento fundamental na luta antirracista e a maquiagem é uma ferramenta importantíssima, jamais pense que isso é futilidade.” – Tássio Santos

Em seu canal no YouTube e página no Instagram, ele fala sobre cuidados com a pele e maquiagem, além de papos super inteligentes baseados em suas vivências e a de suas clientes.

Nos vídeos, Tássio parece estar frente a frente com você em uma conversa séria, porém com um tom descontraído. Não tem jeito, ele envolve o público com suas pautas e dicas.

2. Trans Preta

Se tem uma influenciadora negra que acumula títulos e muita experiência na bagagem é Giovanna Heliodoro, do canal Trans Preta. Ela é historiadora, comunicadora, pesquisadora, palestrante do TEDx São Paulo e colunista do Buzzfeed Brasil.

Em suas redes sociais, sobretudo o Instagram, ela compartilha sua experiência com a transição de gênero, fala sobre questões sociais e raciais e, claro, as que são ligadas a gênero e sexualidade.

A Trans Preta é uma potência em termos de engajamento: entre junho e julho, seu perfil cresceu quase 50% em curtidas.

3. Papo de Preta

Criado por duas jornalistas, Natália Romualdo e Maristela Rosa, o canal Papo de Preta procura dar vez e voz a mulher negra. Para isso, elas falam da mulher negra na cultura pop, no cotidiano, na sociedade; fazem indicações de livros, resenhas de filmes e séries sob a perspectiva da raça.

E não apenas isso: elas desempenham um papel importante no empoderamento da mulher negra, trazendo temas sobre cabelo, maquiagem e autoestima.

3. Kananda Eller

Kananda Eller, conhecida como Deusa Cientista no TikTok, a química faz questão de mostrar seus conhecimentos científicos e conectar a Química com a ancestralidade negra. A ideia é fazer conhecimentos mais acessíveis para os seguidores.

A ideia da criação de um espaço para falar da Ciência com esse viés veio da sua própria dificuldade em encontrar referências negras dentro da área.

Hoje, ela reconhece diversos profissionais negros que realizaram trabalhos importantes para o mundo, como a invenção do GPS ou a liderança da pesquisa da vacina Pfizer.

@deusacientista

Rios são sagrados pra muitos povos indígenas e terreiros. Hoje temos que muitas cidades foram construídas em cima de rios, onde eles são encapsulados até perder a vida. Mas você sabe quais reações químicas ocorrem quando o rio é tampado? E o que faz ele morrer? Vem que eu te conto! ✨ Estão gostando do Hora da Química? Não esquece de compartilhar muito esse vídeo 💛 #química #ciência #deusacientista #rios #encapsulamento #TokDoEnem

♬ som original – Kananda Eller

4. Patrícia Ramos

Patrícia Ramos era uma estagiária em uma clínica de saúde bucal no momento que seu vídeo viralizou em 2020. Dois anos antes, ela gravou um vídeo despretensioso no TikTok com o bordão “Deve ser muito ruim não gostar de mim e não poder me chamar de feia”.

No auge da pandemia, diversos influenciadores digitais começaram a utilizar o áudio dela em seus vídeos. Hoje, além de criar conteúdo sobre autoestima, Patrícia também atua como comediante de stand up. Com seu trabalho constante, já acumula 3 milhões de seguidores no Instagram e 4 milhões no TikTok.

5. Kondzilla

KondZilla é considerado o maior canal de música do YouTube. Mesmo comparando aos YouTubers de todo o mundo, ele se destaca entre as primeiras 20 posições.

KondZilla é um roteirista, diretor de criação e empresário que se consagrou com sua produtora de música funk. Por sua produtora já passaram nomes como Mc Kevinho, Livinho e Mila. Seu principal canal já conta com 66 milhões de inscritos.

6. Nath Finanças

Nath Finanças é uma influenciadora negra que, como o nome já diz, fala sobre finanças. Mas o diferencial é que ela fala para pessoas periféricas e de baixa renda, em sua maioria, negras também.

Em vez de ensinar como ganhar o primeiro milhão, ela mostra para seu público como poupar um pouco do dinheiro, como lidar com o cartão de crédito, como fazer seu controle financeiro e até sobre as aventuras de abrir um MEI e gerenciar uma pequena empresa.

7. Maria Clara Araújo

Maria Clara Araújo, da @afrodescendente é uma mulher trans conhecida como uma das acadêmicas mais produtivas sobre Afrotransfeminismos no Brasil, segundo a Black Woman Radicals.

Seu livro, Pedagogia das Travestis, retrata a luta do Movimento de Travestis e Mulheres Transexuais no Brasil, que visa assegurar que o Estado enxergue essa comunidade e garanta que ela tenha seus direitos sociais e políticos.

8. Anderson Profeta

Anderson Profeta é um mineiro de 27 anos que faz sucesso entre mais de 5 milhões de seguidores. Antes da fama como influenciador, ele trabalhava em um açougue de um supermercado; devido a pandemia, acabou sendo demitido.

Ao decidir tentar a vida na internet, ele começou a produzir conteúdos em vídeo onde ele representa personagens de mais de 30 profissões de forma para lá de bem humorada.

A receita é entender o que o profissional faz, o que os clientes perguntam e o que, pela ética, eles não responderiam, mas que Anderson pode responder.

9. Chavoso da USP

Thiago Torres, um influenciador negro da periferia de São Paulo criou o perfil no Instagram para falar sobre a presença de jovens negros na universidade.

Ele fala sobre diversos temas do jeito que só ele sabe fazer: com bastante irreverência. Ele analisa a política cubana, violência política, a indústria cultural e muitos outros assuntos sob a ótica de sua própria vivência.

10. Bel Oliveira

Bel é uma maranhense que vive na Suíça. Em seus conteúdos, ela fala sobre suas experiências de graduação na Itália, suas viagens e a vida como ela é no exterior.

Ela também não deixa de lado questões importantes como a raça, o corpo, a educação e o dia a dia, sempre usando uma pitada de bom humor.

11. Nátaly Nery

Engana-se quem pensa que Nátaly Nery é apenas uma influenciadora negra. Ela é uma cientista social que, entre seus assuntos favoritos, estão a valorização da mulher negra, saúde mental, políticas públicas e até a prática do veganismo.

12. Bianca DellaFancy

Bianca é uma modelo, podcaster e criadora de conteúdo dragqueen. DellaFancy é uma extensão do artista Felipe de Souza. Como ela sempre deixa bem claro, ser drag não é uma orientação de gênero, por isso, afirma que é um homem gay cisgênero.

Entre seus conteúdos, ela fala de maquiagem, estilo de vida, preconceito e outros temas relacionados a negros e LGBTQIA+.

13. Nina Silva

Nina Silva é CEO e co-fundadora do Movimento Black Money, um agente de desenvolvimento do ecossistema afroempreendedor. Em outras palavras, um hub de inovação para inserção e autonomia da comunidade negra no digital.

Além disso, Nina foi considerada uma das mulheres mais poderosas do Brasil, em 2019, pela revista Forbes e é uma personalidade que inspira milhares de pessoas negras.

14. Load Comics

Load Comics é um influenciador negro que começou a carreira falando sobre as conexões do Hip Hop com os quadrinhos. A ideia dele sempre foi mostrar que diferentes coisas estão conectadas e, às vezes, bebem da fonte umas das outras.

Hoje, ele faz transmissão de seus jogos, comenta sobre personagens e atores, além de fazer críticas ao universo dos quadrinhos.

15. Maternidade Sapatão

Aline Brito e Alessandra Santos são duas influenciadoras negras, lésbicas e periféricas. Juntas, compartilham o cotidiano e a experiência de serem mães na página do Instagram “Maternidade Sapatão”.

A ideia delas é mostrar a maternidade de forma real e possível, feita por duas mães. Elas, que engravidaram juntas por meio de uma fertilização in vitro, experimentaram os desafios de dar à luz e vivenciarem as dores e as delícias da maternidade simultaneamente.

Descubra novos influenciadores com o Winnin Insights

O Winnin Insights é o software desenvolvido para mapear tendências e inspirar a sua criatividade na hora de produzir vídeos.

E para colocar essa criatividade em jogo, você precisa entender quais são os formatos mais engajados, os vídeos que mais funcionam dentro de cada tema, a plataforma ideal e, claro, criadores de conteúdo que melhor se adéquam à sua mensagem.

Você pode descobrir influenciadores de acordo com as plataformas, países, assuntos, quantidade de seguidores e velocidade de crescimento.

Solicite uma demo hoje mesmo e descubra como o Winnin Insights pode ajudar nos projetos da sua agência ou marca.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.