Humor viral: o tópico mais engajado das redes

“É verdade ou é meme?”

Com certeza, você já deve ter lido esta expressão em alguma rede social. Não é novidade para ninguém que, na mão do brasileiro, tudo vira piada. E tudo acaba em humor viral.

Não é à toa que o humor viral é o segundo tópico mais engajado nas principais plataformas de vídeo, de acordo com os dados do Winnin Insights.

Neste artigo você vai conhecer 3 insights data-driven que envolvem o humor viral, como eles podem se encaixar na narrativa dos clientes da sua agência e alguns aprendizados sobre esse tópico tão engajado.

As marcas e o formato de humor viral

Obviamente você sabe o que é um meme, mas talvez, não saiba que a palavra é um termo grego que significa imitação. O primeiro meme é provável que tenha surgido nos anos 1998. Antigo, né?

Os memes têm um caráter peculiar de viralização de uma informação, seja ela em vídeo, imagem, frase, ideia, música etc. O que começou como uma brincadeira, acabou evoluindo para formatos inovadores, que fizeram as marcas e criadores de conteúdo encontrarem seu espaço.

Fonte: Winnin Insights

Mas apostar em memes também é uma estratégia válida para as marcas?

A resposta é sim. Os vídeos mais relevantes mostram que muitas marcas engajaram de forma orgânica apostando na criação de conteúdo com creators que já são referência em humor.

Quando a marca investe em memes, isso mesmo, ela se aproxima da audiência. Tudo isso porque as pessoas tendem a se identificar com marcas que falam da realidade que elas vivem. 

Além disso, quando as marcas inserem seus produtos e serviços em conversas que já são relevantes, as pessoas veem sentido.

Por último, não dá para ignorar o quanto as pessoas estão reclamando da publicidade. Um relatório da We are social mostrou que em mais de 2 milhões de tweets durante um semestre a opinião era negativa, por exemplo: odeio publicidade, não gosto quando interrompem a experiência de assistir vídeos, acho pop-ups que bloqueiam a leitura desnecessários etc.

Então, não há razão para continuar fazendo exatamente o oposto do que o público quer assistir. Veja, abaixo, marcas que optaram por entreter o público com humor viral.

A ordem é bem clara: não interrompa sua audiência e participe das conversas relevantes para ela.

3 insights data-driven para criação de vídeos de humor viral

É fato que é impossível saber quando um vídeo vai se tornar viral. Se houvesse a receita, todas as marcas usariam. Logo, nenhuma delas viralizaria. 

Por outro lado, analisamos os vídeos que viralizaram e extraímos alguns insights data-driven. Ou seja, totalmente baseados em dados.

1. Dublagens & narrações replicáveis

Você já deve ter visto algum vídeo em animação que conta uma história engraçada, certo? Em março de 2022, Rafaella Tuma fez seu primeiro vídeo que contava um episódio do programa de TV “Casos de Família” e acabou viralizando.

A partir de então, outros criadores de conteúdo passaram a animar vídeos que viralizaram e marcaram história na internet em algum momento. 

Em geral, esses vídeos atendem a necessidade de criar conteúdos por terem uma história pronta e serem fáceis de reproduzir.

Agora, é possível explorar parcerias com criadores de conteúdo que já fazem sucesso nesse nicho e recriar histórias, porém colocando a marca como protagonista.

2. Tipos de pessoas em uma mesma situação

Os vídeos que mostram como diversos tipos de pessoas se comportam em determinadas situações possuem alto engajamento.

Pelo simples fato de a audiência buscar conteúdos leves para encerrar tensões com pessoas de seu convívio, esses vídeos estão se tornando cada vez mais engajados nas redes sociais.

Para as marcas, existe a oportunidade de produzir esse conteúdo relacionando às situações vividas com o produto. Por exemplo, tipo de pessoa tomando uma cerveja.

3. Tutoriais que não deram certo

A internet está repleta de tutoriais. Pessoas de níveis diferentes, que ensinam sobre assuntos totalmente distintos e para um público diverso.

Muitas vezes, os tutoriais não dão certo e os criadores de conteúdo mascaram a situação; o público, por sua vez, acaba se frustrando com o resultado.

Por isso, uma nova forma de encarar esse tipo de vídeo tem se espalhado pelas redes: tutoriais mais virais da internet sendo testados na prática.

Quanto às marcas, elas podem trazer o produto como solução desses tutoriais, comprovando seus benefícios funcionais para esses consumidores.

Aprendizados do humor viral 

O humor viral tem grande relevância nas redes sociais. Mas quais aprendizados é possível extrair a partir dos vídeos que usam essa temática?

1. Misture formatos

Os memes surgiram com a internet e, com o tempo, se desdobraram em novos formatos. Dessa forma, durante a criação de conteúdo, existe uma infinidade de formatos para misturar e experimentar: tutoriais, shorts, versus, dublagens, narrações, cortes, remixes, paródias e por aí vai.

2. Gere identificação com o público

Gerar identificação com a audiência é fundamental para dominar o universo dos memes. Por isso, produzir conteúdo inserindo a marca ou produto em temas do cotidiano, como família e trabalho, é a melhor forma de se aproximar do público e ter a chance de viralizar nas redes.

3. Crie vídeos para serem consumidos nas pausas

Existe uma demanda por conteúdos rápidos, consumidos em momentos de pausas durante o dia. Nas rotinas corridas e estressantes das pessoas, os memes acabam se tornando os protagonistas desses breaks para se distrair, relaxar e voltar com um olhar fresco para as tarefas que precisam ser feitas.

4. Abuse dos conteúdos replicáveis e remixáveis

É a vez dos conteúdos fáceis de responder, replicar e remixar! A simplicidade das ferramentas de edição de plataformas como Reels e TikTok ajudam marcas e creators a surfar nas trends, adicionando uma camada de originalidade a conteúdos de humor que estão em alta. 

Quanto mais fácil de reproduzir, maior o potencial do seu conteúdo viralizar. Não é à toa que as animações e os famosos vídeos onde o usuário canta com o artista fazem tanto sucesso.

Descubra novos tópicos com o Winnin Insights

Todos os dias, milhões de novos vídeos de humor viral são inseridos nas principais plataformas sociais. Dentro do tópico humor viral, há uma infinidade de assuntos a serem discutidos e muitas oportunidades a serem exploradas pelas marcas.

A verdade é que não dá para esperar um conteúdo se tornar viral para replicá-lo. É você quem precisa analisar os dados e entender onde existem oportunidades de crescimento. Ok, mas onde encontrar esses dados?

No Winnin Insights!

O Winnin Insights é a plataforma que mapeia o consumo de vídeo online e ajuda marcas de todo o mundo a criar conteúdo relevante com base em dados. Pegou essa? Baseado em dados.

Você vai entender o crescimento de vídeos das principais redes sociais, ter informações sobre performance de criadores de conteúdo, descobrir vídeos antes que eles viralizem, analisar os interesses da sua audiência e ver detalhes sobre a concorrência.

Se você quer saber mais detalhes de como o Winnin Insights vai ajudar na estratégia da sua agência ou marca, é só chamar a gente para uma demonstração gratuita. Vamos nessa?


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.